Pesquisa é jogada de marketing

A gente ainda acredita nos interrogatórios reveladores: se reunirmos consumidores numa proveta e os estimularmos  com indiretas muito espertas e desvios malandros, iremos descobrir os mais inadmissíveis impulsos consumistas.

E os consumidores são muito bonzinhos, crédulos e previsíveis. No laboratório, eles são dóceis e inocentes. São uns fofos porque burros e ignorantes. Que conforto perceber que a massa é tão ignara, padronizável, manipulável!

No culto, todo mundo é santo.

E nós, os espertinhos de jaleco atrás do espelho, puxamos as cordinhas das marionetes.

Mas, para o consumidor, marketing sempre foi sinônimo de mentira, e propaganda, atestado de burrice: “Ah, mas essa Propaganda é só uma Jogada de Marketing!”.

É por isso que ele mente tanto nas salas de pesquisas.

Em uníssono para que seja conclusivo. Afinal de contas, é para fazer isso que ele foi pago, entre uma coxinha e outra, “marketing”!

5 thoughts on “Pesquisa é jogada de marketing

  1. Sempre que converso com os clientes dos meus clientes eu descubro coisas incríveis. Tenho a sensação de que se os criativos e o pessoal de marketing saíssem de suas mesas e salas de reuniões para conversar com consumidores e pessoas comuns, certamente a propaganda atual cumpriria melhor a sua função de encantar e vender. Mas, claro, isso é muito chato, cansa, não é função de ninguém, toma tempo e existe pesquisa para que?

  2. Talvez falte criatividade no desenvolvimento de novas técnicas de abordagem… não só na metodologia, creio que existam métodos específicos quem funcionam em situações específicas, com publicos específicos. No meio acadêmico, cada vez mais questiona-se sobre a eficiência da pesquisa. Mas uma coisa é certa… se ficar explícita a chance do resultado da pesquisa fugir da realidade é maior.

Leave a Reply to Antonia Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Connect with Facebook